Páginas

sexta-feira, 12 de junho de 2009

Cantigas e Danças

para Erinha Ribeiro


te amo um amor
cantante

um amor
que se canta
enquanto
durmo e permaneço em sonho
sem ter voz que o cante

sem uma voz que o cante
como se canta um amor divino,
um amor sem corpo,
nome ou destino.

um amor semente

amor que se sente
em sonho
em vida,
eterno e
presente.

um amor de acordes
e melodias matinais.

imagem-cortina
de algum antigo filme

atenuando o dia

aquecido de sóis.

uma imagem em branco e preto
que, não se apagando da memória,
permanece viva
em cores e sons
num canto qualquer
de qualquer soneto.

te amo um amor
dançante

uma dança
de passos disformes

um par, em uníssono

cada um
uma dança

cada som em silêncio

e cada dois
em amor
velado e mudo,

um amor puro e verdadeiro.
E eterno em cada vão momento.

5 comentários:

Bárbara disse...

Lindo presente dos Dia dos Namorados, Bruno!!! Sua namorada deve ter ficado muito feliz, porque a palavra escrita é eterna.

Aconteça o que acontecer (meu desejo para vocês é de felicidade infinita) esse hoje para vocês será inesquecível; para você, por ter colocado no papel sentimentos tão sublimes dedicados a ela; e para Erinha, por ter recebido uma declaração forte de amor.

Só posso desejar, como disse antes, que a felicidade de vocês seja infinita.

Beijões

Bruno Ribeiro disse...

Valeu, Bárbara. Obrigado.

Também te desejamos felicidades. Sempre. Pra vc e pro casal.

Na verdade, um dia para namorados não é outra coisa se não comércio. Não fugi do esquema, também comprei um presente pra minha namorada... rs

No entanto, é bom também aproveitar esse clima contagiante que acaba tomando conta dos casais nesse bendito dia pra também entrar no embalo (de sexta à noite) dos casais felizes. rs

Mas a poesia, esta não tem dia. É de sempre. Pra Erinha, pra mim, pra todos... pra Vida!

Beijos e obrigado.

Edilane disse...

oi meu menino, obrigada por tudo.
te amo.

barbara, fiquei e sempre fico feliz com o Bruno pq ele eh muito mais do q meu namorado.

Bruno Ribeiro disse...

Valeu, Erinha. Mas saiba que escrever assim é muito mais difícil, a prova disso são as várias versões que já fiz deste poema. A auto-exigência é ainda maior. Mas o verdadeiro poema, este não tem versos. Está escrito em nós.

Obrigado.

Anônimo disse...

Te amo meu menino de varias versoes de amar.

Erinha