Páginas

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Teias












ela queria
um dia
o sorriso do palhaço

- sua mentira -

o choro do ator
há muito longe dos palcos

- sua verdade -

[ela sonha uma inquieta aranha tecendo sua teia]

uma criança lhe passeia com um olhar atento
e pensa verdades

descobre
que ela, mulher,

não sabe tecer linhas
 em volta da presa

e deixa escapar
furtivamente
um fruto

o alimento

a sobremesa

Um comentário:

L. disse...

Bruno ,parabéns! adorei tudo o que aqui escrito está.Todas suas palavras são geniais!Abraço!